Americanos levam a melhor e batem Alison e Bruno no Gigantes da Praia

Em evento festivo, Dalhausser e Lucena vencem campeões olímpicos neste domingo

A experiência olímpica pôde ser revivida neste domingo, mas de forma diferente. A atmosfera da arena de Copacabana, nos Jogos do Rio, foi transportada para o Centro de Tênis do Parque Olímpico. No Gigantes da Areia, Alison e Bruno Schmidt voltaram a ter Phil Dalhausser e Nick Lucena pela frente. Mas, ao contrário das quartas de final da Olimpíada, os brasileiros levaram a pior. Os americanos bateram os campeões olímpicos em 2 sets a 0, parciais 21/17 e 21/18.

A experiência de levar o vôlei de praia ao Centro de Tênis se mostrou válida. O público, de 3.189 pessoas, não chegou a encher as arquibancadas, mas entrou no embalo e animou a manhã de domingo no Parque Olímpico. Os jogadores também fizeram elogios à estrutura montada na quadra, nos moldes de etapas do Circuito Mundial, como Hamburgo, Roma e Praga.

– É maravilhoso. Já venho falando isso, quem ganha é o Brasil. A derrota faz parte do vôlei. Claro, há a rivalidade. Mas quando saímos de casa já sabíamos que iríamos dar o nosso melhor. Vocês puderam perceber, a nossa parte física não foi voltada para esse início. Semana passada, jogamos em João Pessoa. Hoje, jogamos melhor. Quem nos conforta é a nossa comissão, que pede calma. Nós queremos jogar bem o tempo inteiro – disse Alison.

Americanos levam a melhor

Era uma partida amistosa, mas era impossível deixar a rivalidade de lado. Phil Dalhausser e Nick Lucena dominaram o início e logo abriram vantagem. Depois de um rali sensacional, Alison soltou o braço e empatou em 10/10. Os americanos, porém, seguiram em um ritmo forte e se mantiveram à frente. No erro de Lucena, em bola para fora, os brasileiros voltaram a deixar tudo igual (15/15). Mas a parcial ficou com os visitantes: 21/17, em bloqueio de Dalhausser sobre Bruno.

Os brasileiros voltaram mais atentos à quadra e chegaram a abrir boa vantagem. Bruno, porém, ficou no bloqueio de Dalhausser, e o jogo ficou igual (7/7). Os americanos tomaram a frente, mas os donos da casa foram buscar. Na pancada de Alison, abriram 15/13. Mas os americanos voltaram a dominar na reta final e chegaram à vitória: 21/18.

Fonte: GloboEsporte.com